top of page

Microbiologia rápida através de kits de ATP | Por Henri Berghs




Introdução


Em qualquer lugar onde há água, certamente haverá microrganismos. Por este motivo foram desenvolvidas ao longo dos anos diferentes técnicas de medição para avaliar a presença de microrganismos na água. No entanto, até recentemente, havia muito poucas ferramentas disponíveis que avaliam eficientemente a contaminação microbiana numa ampla gama de aplicações. Como consequência, as ferramentas tradicionais são frequentemente utilizadas em condições aquém do ideal e onde são limitadas por tempos de resposta lentos inerentes aos métodos de cultura.

O uso de kits de teste baseado em detecção de ATP representa um grande avanço quando comparado com outras ferramentas microbiológicas por quatro motivos principais:


Rapidez – resultados estão disponíveis em questão de minutos ao invés de dias.


Objetividade – uma vez padronizado a metodologia, os resultados de medição independem da

interpretação individual do operador.


Abrangente – uma vez que ATP está presente em todas as células, o teste fornece uma indicação direta e completa da população microbiana total e não somente das espécies focadas pelos meios de cultura.


Flexibilidade – o teste pode eventualmente serrealizado no campo, eliminando transporte daamostra e fornecendo resultados imediatos nopróprio local para diagnostico e tomada de decisãode remediação em tempo real.


Comparação com os métodos tradicionais


Os testes microbiológicos tradicionais são muitas vezes deficientes nas áreas onde os testes com kits de ATP são excelentes, notadamente oferecendo resultados portáteis, rápidos e completos. Por exemplo, as contagens de placas heterotróficas (HPCs) costumam ser vistas como um meio adequado para medir a população "total". No entanto, eles geralmente subestimam a população microbiológica total, tipicamente contando apenas uma fração (0,1-1%) dos organismos viáveis presentes na amostra .

A quantificação precisa e em tempo real da carga biológica total fornecida pelo teste por ATP permite que os operadores do sistema tenham a capacidade de identificar a área problemática num determinado sistema, aplicar um tratamento, e quantificar a eficácia deste tratamento, tudo em questão de horas ao invés de dias ou semanas usando métodos tradicionais. Este feedback rápido permite o ajuste imediato e proativo das operações do sistema (por exemplo, tipo e dosagem de biocida) para evitar que pequenos problemas (por exemplo, crescimento localizado) se tornem grandes problemas (por exemplo, propagação por todo o curso de água de microrganismos) em qualquer tipo de aplicação relacionada a água.

O teste com kits de ATP também oferece um retorno de investimento bem maior comparando com aquele de métodos tradicionais. Uma vez que o tempo de duplicação de alguns micróbios pode ser tão baixo quanto 30 minutos, a proliferação microbiana pode sair do controle muito rapidamente. Os tempos de incubação associados a outros métodos resultam em problemas exponencialmente piores até o momento quando os resultados dos testes tradicionais são conhecidos. Modificar a abordagem usando kits de teste de ATP como meio preventivo de caracterizar ameaças evitará tais ocorrências, e testes de acompanhamento envolvendo métodos de cultura específicos podem ser realizados posteriormente para validar os mecanismos de controle e proteger contra ameaças microbiológicas específicas.


Imagem: Bactérias, Pixabay


Teste ATP de 2a Geração vs. ATP de 1a Geração


Testes de ATP de 1ª geração estão comercialmente disponíveis há muitos anos como meio de fornecer uma confirmação qualitativa de “aprovação /reprovação” de limpeza superficial e com implementação bem-sucedida em higiene de superfícies na produção de alimentos e aplicações clínicas por exemplo. No entanto, esses produtos têm capacidades limitadas fora do uso pretendido, uma vez que não fornecem resultados quantitativos e nem são sensíveis ou robustos o suficiente para fornecer um controle confiável em aplicações de fluidos industriais. Empresas como LuminUltra (Canadá) e Promicol (Países Baixos) trabalharam muito para aperfeiçoar a tecnologia de kits de teste ATP de 2ªgeração e superar as diversas limitações dos métodos da 1ª geração possibilitando uma medição precisa de ATP em qualquer fluido oferecendo várias vantagens, dentro das quais destacamos:


Mitigação das Interferências – Os kits de ATP de 2ªgeração são otimizados para proteger contra interferências de fontes comuns tais como sólidos dissolvidos, sólidos suspensos, moléculas orgânicas e moléculas de biocidas.


Informação Quantitativa – Todos os kits de teste incluem um padrão de ATP que converte a saída do instrumento de medição (RLU) para concentração de ATP. Ao padronizar as medições de ATP, resultados podem ser comparados entre plataformas independentemente do tipo/modelo de instrumento, atividade enzimática, temperatura e vários outros fatores que poderiam influenciar os resultados dos ensaios.


Especificidade por Aplicação – A linha de kits deteste ATP de 2a geração é projetada para tipos específicos de amostras, em vez de uma solução “tamanho único” para todas, garantindo que as amostras são processadas de acordo com suas características específicas e exclusivas para garantir resultados mais precisos.




Instrumentos e Aplicações


A leitura de resultados de kits de teste de ATP sempre é feita por um luminometro. Entretanto o modelo e respectiva especificação dependerá de aspectos da aplicação e a quantidade de amostras nas rotinas. Existem modelos para testar individualmente uma amostra num tubo, ou várias amostras sequencialmente em tubos ou um número maior de amostras pipetadas em microplacas.

Quanto a aplicações há uma variedade muito grande. No caso de líquidos aquosos é possível testar água de mar, água potável, água de processo, água purificada, água de resfriamento, efluentes e lodos. Em produtos manufaturados podemos citar como exemplos (mas não limitados a estes) produtos cosméticos, alimentos e bebidas, tintas e resinas.


Conclusão


O uso de kits de teste ATP de 2ª geração oferece uma sensibilidade realçada e maior precisão quando comparado aos produtos de teste ATP de 1ªgeração e uma significativa economia de tempo em comparação com os testes micro biológicos tradicionais, como os HPCs. Quando analisar o custo total, incluindo a aquisição de infraestrutura e consumíveis e a execução do processo, a solução com kits de ATP de 2ª geração oferece aos clientes significativamente mais oportunidades de redução de custos e melhor controle.


No gerenciamento de água, por exemplo, os testes com ATP de 1ª geração não revelariam muitas situações problemáticas até que o sistema se tornasse totalmente contaminado devido à falta de sensibilidade. Para qualquer aplicação de água ou efluentes, os produtos de teste da 1ª geração de ATP são inadequados para ajudar a atender aos atuais altos padrões e expectativas dos gerentes de sistemas.

O uso de kits de teste de ATP de 2ª geração fornece informações superiores, permitindo assim uma melhor qualidade de operação e minimizando o risco de instabilidades no sistema, falhas do equipamento ou impactos na qualidade dos produtos manufaturados ou na saúde humana.



Henri Berghs - graduado em engenharia elétrica na Bélgica e 30 anos de experiencia. CEO da Fairport Ltda e CSO da Anatechbrasil, com experiencia em instrumentação analítica e bioinformática.

contato: hberghs@fairport.com. br



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page